O Estranho Oeste de Kane Blackmoon

Meu primeiro contato com Kane Blackmoon se deu através do conto “Sob os auspícios do corvo”, no livro Treze, de Duda Falcão, lançamento da Avec Editora. Lembro muito bem de terminar o conto e pensar: “este personagem merecia um livro só dele!”. Bom, Duda Falcão fez isso e nos presenteou com O Estranho Oeste de Kane Blackmoon.

O conto que li (“Sob os auspícios do corvo”) está na narrativa de O Estranho Oeste de Kane Blackmoon, assim como muitos contos que narram o início da trajetória do personagem – e vão além. Duda Falcão consegue nos transportar para um Oeste repleto de eventos sobrenaturais, tiroteios e cultura indígena americana. Sem dúvida uma mescla que deu muito certo junto com seu texto bastante fluido e de fácil leitura. Minha dica para ampliar essa experiência durante a leitura é colocar boas músicas do Velho Oeste, que algumas playlists do Spotify nos trazem, e… Boa leitura!. Recomendo ler ao som de clássicos musicais do Velho Oeste como os de Ennio Morricone como esta playlist do Spotify que ouvi enquanto lia o livro.

Kane Blackmoon: o protagonista é um mestiço com uma história que ele mesmo pouco conhece. Filho de um índio com uma mulher branca acaba vivendo como um pária tanto entre os homens brancos como entre os índios. Isso o faz construir seu próprio caminho pelo inóspito Velho Oeste americano não aceitando se curvar a preconceitos raciais.

Sua personalidade forte acaba sendo moldada com o desenvolver da história que mostra o amadurecimento do homem através de suas inúmeras aventuras bizarras. 

Não há finais felizes na vida de Kane. Existe apenas um eterno sobreviver e aprender com tudo o que acontece em seu caminho. Sua atitude inicial egoísta aos poucos vai sendo transformada na alma de um homem resoluto que se vê obrigado a entender seu papel naquele estranho mundo.

Nada na história é pesado, todos os elementos estão equilibrados. O mundano e o espiritual que convivem ao largo da percepção dos homens brancos. Porém, quando esses mundos se chocam, são esses homens brancos as presas que sofrem absurdamente e são aterrorizados pelas verdades desconhecidas –  talvez pela sua incompreensão das forças espirituais que regem o mundo ou mesmo seu estilo de vida “moderno”. O que sabemos é que são os homens brancos os infortunados. Cabe a Kane e aos índios, que aparecem em muitos dos contos, o protagonismos de salvar a situação e isso é o grande barato neste livro.

Ao final somos obrigados a nos perguntar quantas histórias mais leremos sobre Kane Blackmoon, nosso herói mestiço, exímio conhecedor de dois mundos tão distintos, honrado em suas decisões e sempre só.

Um livro a ser degustado ao sabor de um bom copo de whisky ouvindo uma boa música.

Agora adquira o seu!

Suas compras através de nossos links ajudam a manter o blog.
Basta clicar nas imagens abaixo e comprar na loja virtual!


Quer comprar outros livros de Duda Falcão?
Clique aqui para ver outros títulos dele!

Quer comprar outros títulos da AVEC Editora?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: