10 Dias Perdidos, a grandiosa saga criada por de Sam Hart

Como certos títulos não estão no radar das editoras?

Sempre que me deparo com grandes histórias em quadrinho independentes, me pergunto porque as editoras ainda não as perceberam. Essa dúvida surge para mim ao ler os três volumes iniciais de 10 Dias Perdidos, de Sam Hart.

Fica registrado então meu desejo de ver 10 Dias Perdidos em um encadernado grandioso, digno da história que traz em suas páginas.

Uma premissa incrível!

Usando um universo próprio, onde fatos históricos se misturam a deidades e mágoas, Sam Hart nos leva pela vida de Sophya Brahe, uma jovem astróloga que se percebe, do nada, não afetada pelo tempo que congela à tudo e à todos à sua volta.

Deste momento em diante sua vida será radicalmente alterada. Sem ter optado por trilhar esse caminho tão árduo, está em suas mãos as vidas de inúmeros seres.

10 Dias Perdidos - Sam Hart - Independente - Canto do Gárgula

Tudo se baseia no dez dias subitamente removidos quando o Calendário Juliano foi alterado para o Calendário Gregoriano. Essa lacuna temporal é a fonte de inspiração dessa minissérie em oito edições, das quais os três primeiros números já se encontram finalizados e publicados.

Enquanto lia, me imaginei lendo quadrinhos europeus. Isso provavelmente vem do próprio autor, inglês de nascença, assim como de suas influências. Tenha certeza que é um material nacional de primeira grandeza! 

Um traço digno para um épico

Sam Hart, além do roteiro e projeto gráfico, assina também a arte nos títulos. Seus traços belíssimos engrandecem demais a obra, atribuindo um tom não só de beleza, mas também de grandiosidade, para o quadrinho.

10 Dias Perdidos - Sam Hart - Independente - Canto do Gárgula

Ele ainda nos presenteia com pranchas em aquarela, belíssimas por sinal, dentro de cada número. Verdadeiras obras de arte em uma técnica que ele me confidenciou que ainda está aprimorando. Nada como o talento nato!

10 Dias Perdidos - Sam Hart - Independente - Canto do Gárgula

O miolo todo é em preto e branco, destacando uma enorme diferença. Os detalhes saltam aos olhos e as expressões de seus personagens são riquíssimas!

Veja alguns exemplos:

Conclusões finais

Em breve teremos o quarto volume chegando através de um financiamento coletivo (clique aqui para saber mais). Fico ao mesmo tempo ansioso por querer ver o trabalho e a história terminadas.

Volto a questão que coloquei no início desta resenha. 10 Dias Perdidos é um material incrível que deveria estar em capa dura, cheio de extras, não só de esboços de arte, como aproveitando cada posfácio já feito nos números já lançados. Feliz a editora que fizer isso, pois terá colocado uma pérola lindíssima em seu catálogo.

Sam Hart - Artista e Roteirista - Canto do Gárgula
Sam Hart – Artista e Roteirista

Vá aos eventos, acompanhe o trabalho de Sam Hart e adquira seu quadrinho. É um autor e artista que deve ser seguido! Pelo seu Instagram vocês possam comprar esse quadrinho diretamente com ele!

Boa leitura enquanto o tempo não te congela! 

Quer comprar outros livros de Sam Hart?
Clique aqui para ver seus outros títulos!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

2 comentários em “10 Dias Perdidos, a grandiosa saga criada por de Sam Hart

Adicione o seu

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: