Revista Diário Macabro n°2 – Um projeto que só melhora

A continuação do projeto

Agora sigo pela Revista Diário Macabro n°2 e percebo porque o projeto continuou. A Editora Diário Macabro, responsável pela publicação, encontrou um formato maravilhoso que traz ao leitor uma gama de contos de terror fazendo homenagem às antigas revistas pulp.

Revista Diário Macabro n2 - Editora Diário Macabro - Canto do Gárgula
Revista Diário Macabro n2 – Editora Diário Macabro

Para quem quer saber como a série começa, vale ler nossa resenha da Revista Diário Macabro n°1.

Mais contos e histórias

O segundo volume da Revista Diário Macabro ficou mais encorpado. São agora oito contos, uma tradução de um autor mais desconhecido do público brasileiro e uma entrevista. As ilustrações continuam nos dando aquele respiro visual que tanto gostamos.

Comento abaixo minhas impressões dos contos que mais gostei. Todos ainda assim valeram cada minuto de leitura.

Aqui todo mundo é feliz, de Felipe Teodoro

No segundo conto da revista, Felipe Teodoro nos traz o horror ligado a objetos. Superstição ou não, é um horror tão comum e que atiça tanto a imaginação que foi um deleite sua leitura. Quem nunca olhou para um armário e sentiu arrepios?

A noite dos seres negros, de Rodrigo Kmiecik

Na melhor linha narrativa lovecraftiana, o autor Rodrigo Kmiecik elabora um relato assustador. Em uma simples conversa de bar um peão traz a tona o estranho relato escrito que encontrou na estância Pôr-do-Sol. Um conto muito bom que merece ser lido! 

Coceira, de Fidel Correia Borges

Esse conto de Fidel Correia Borges poderia facilmente ser filmado e transformado em um curta-metragem. O desespero daquele ser que se vê levado às raias da insanidade não poderia terminar de uma forma tão sinistra! Excelente! 

A filha do Professor Carletti, de Daniel I. Dutra

Antes de ler esse conto de Daniel I. Dutra, eu indico muito a leitura do conto A Sombra Vinda do Tempo, de H. P. Lovecraft. Não é imprescindível, mas vai dar um tom absurdamente terrível a criação de Dutra, que é estupenda! Um conto que consegue criar uma ponte magnífica à história de Lovecraft, utilizando vários detalhes originais e criando seus próprios. Tão surpreendente quanto excelente! 

Os extras que engrandecem

O projeto da Revista Diário Macabro é bastante plástico. Nitidamente podemos ter várias opções de extras que vão sempre dar mais valor ao número. 

Nesse volume temos a tradução do conto Chasse-galerie: o pacto, de H. Beaugrand, por Luiza Fernandes Vidal. Com isso o leitor é premiado pela ampliação de seu rol de escritores estrangeiros que muitas vezes não chegaram ao português. 

Outro extra que enriquece é a entrevista de R. F. Lucchetti, trazendo um pouco de sua larga experiência. 

As ilustrações internas dos contos foram feitas por Kiko Garcia. A capa é de Aline Finkler. A tirinha final é de Matheus Ferreira de Jesus. Além deles participam também os artistas Marina Lino, Andrey Rossi, Jessica Abio, Marina Gonçalves e André Martuscelli

Conclusões finais 

A certeza de que o projeto deu certo é você, ao terminar a revista, já estar curioso pela próxima. Precisamos de dois ou mais lançamentos anuais!

Eu já tratei de comprar a coleção toda, conselho que dou à vocês, pois assim não corremos o risco de ficar sem essa leitura magnífica! 

Boa leitura! 

Quer comprar outros títulos da Editora Diário Macabro?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: