A Ilha das Almas Selvagens, de H G Wells

O maravilhoso resgate da Editora Bandeirola 

Acabo de terminar a leitura de A Ilha das Almas Selvagens, de H G Wells, publicação da Editora Bandeirola, com tradução de Monteiro Lobato. Algumas histórias não são chamadas de clássico à toa. Esta obra é, sem dúvida, uma dessas. 

A Ilha das Almas Selvagens - H G Wells - Editora Bandeirola - Canto do Gárgula
A Ilha das Almas Selvagens – H G Wells – Editora Bandeirola

O leitor não tem uma simples uma leitura com o trabalho da Editora Bandeirola. É sem dúvida uma experiência única. Só para exemplificar, o formato do livro é o mesmo da época, nos proporcionando a mesma sensação que tiveram os antigos leitores.

A Ilha das Almas Selvagens - H G Wells - Editora Bandeirola - Canto do Gárgula

Cada ponto neste livro é pensado para que tenhamos uma vivência ímpar. Parabéns à editora, pois vocês conseguiram. 

Prefácio de Braulio Tavares 

O prefácio deste livro é assinado por Braulio Tavares, que dá uma aula. Suas palavras ambientam o leitor tanto historicamente, por retratar uma época, quanto biograficamente, revelando quem é o próprio Wells. Um texto importante e escrito de forma clara, objetiva e gostosa de ler. 

Chegamos na Ilha 

Acompanhamos o relato de Edward Prendick, náufrago que tem a infelicidade de ser salvo e trazido a uma estranha e isolada ilha. 

Grato por sua vida, ele se percebe em um local esquisito, cheio de pessoas estranhas que lhe dão não só medo, mas também um asco. Ali ele conhece o Dr. Moreau, um velho cientista banido da comunidade científica por práticas pouco ortodoxas. 

A Ilha das Almas Selvagens - H G Wells - Editora Bandeirola - Canto do Gárgula
A Ilha das Almas Selvagens – H G Wells – Editora Bandeirola

Logo, Prendick é testemunha dos métodos violentos e sádicos do cientista. Deste ponto em diante uma narrativa crítica nos leva não apenas a pensamentos acerca dos limites éticos da ciência, como também da fragilidade daquilo que chamamos civilidade. 

A despeito do trocadilho com a própria história, Wells é cirúrgico em suas colocações. Nos leva a um final grandioso e terrível. Impossível findar o livro sem estar absorvido em todas as suas colocações. Exatamente por isso é um clássico que se mantém atual, influente em tantos artistas do gênero.

Considerações finais 

Várias adaptações desta obra foram feitas, mas indico demais a leitura deste livro. Em resumo, a discussão que ele levanta, principalmente em tempos tão obscuros e retrógrados que estamos vivendo, é e será sempre muito importante. 

H. G. Wells by George Charles Beresford
H. G. Wells by George Charles Beresford

Acompanhem de perto o trabalho da Editora Bandeirola. Ela nos apresenta muito mais que apenas livros. Seu trabalho impecável já mostra que sua chegada foi sentida pelos seus pares, assim como pelos leitores.

Quem venham mais experiências como esta em seu catálogo. Seguimos atentos. 

Boa leitura! 

Quer comprar outros títulos da Editora Bandeirola?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Seja um Apoiador do blog!
Seja um Apoiador do blog!

Temos um Clube de Assinatura no Catarse

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: