Medicina Macabra, de Thomas Morris

Mais que terror, humor macabro

Com toda a certeza, quase todo mundo tem um hobby estranho. Certamente, o meu é assistir programas sobre questões médicas delicadas. Por isso, li tranquilamente Medicina Macabra, de Thomas Morris, lançado pela Darkside Books. Com tradução de Carlos Norcia, o livro saiu no Brasil em 2020. Aliás, foi uma das obras que inaugurou o novo selo Macabra. Antes de tudo, a leitura foi, para mim, um passeio em águas familiares. Ainda assim, confesso que a espinha gelou de vez em quando. Mas não se engane. Afinal, mais que terror, essa é uma obra de um delicioso humor macabro.

Medicina Macabra - Thomas Morris - Darkside Books - Canto Delas - Camile Queiroz - Canto do Gárgula
Medicina Macabra – Thomas Morris – Darkside Books

Medicina Macabra apresenta um conjunto de relatos médicos reais dos séculos XVII a XIX. Por certo, os casos escolhidos seriam bizarros mesmo atualmente. Então, imagine em uma época onde os conhecimentos científicos eram mais limitados. Assustador, sim. Mas o senso de humor do autor deixa tudo muito divertido. Morris faz comentários engraçados a cada trecho dos absurdos apresentados. Decerto, isso alivia o peso das situações. Ao mesmo tempo, torna a obra algo muito cômico de ler.

Você tem estômago forte?

Antes de tudo, vamos ao alerta: você tem estômago forte? A sinopse do livro já avisa que é necessário. Pois Morris não tem pena do leitor. De fato, ele narra tudo com detalhes anatômicos. Mesmo as coisas mais loucas que podem se suceder com um corpo humano. Creio que especialmente para os homens cis seja necessário um estômago de aço. Sim, há situações ali que só um homem cis pode entender a real natureza do problema. Contudo, deixo os detalhes para a sua imaginação.

Vergonha Alheia

O livro é organizado em sete blocos temáticos. Cada um deles com uma média de nove casos. Com a finalidade de contextualizar o assunto, uma introdução abre cada bloco. O primeiro tem o sugestivo título de Vergonha Alheia. Afinal, ele relata pessoas que causaram lesões em si mesmas de formas embaraçosas. São objetos entrando em cantos pouco recomendados. Sejam eles engolidos ou enfiados. Como exemplo, o título do primeiro caso: “Um garfo engolido pelo ânus”. Um garfo? Pois é.

Insólito é pouco

O segundo bloco é o Insólita Medicina. São casos com diagnósticos estranhos ou impossíveis, mesmo na atualidade. E especialmente na época em que ocorreram. Como o caso da mulher que começou a expelir dezenas de agulhas pela pele. Em várias partes do corpo. “Insólito” parece eufemismo.

Tratamento ultrapassado? Talvez não.

Remédios Irremediáveis é o terceiro bloco. Ele apresenta uma coleção de casos que ilustram a capacidade criativa do ser humano. No caso, a capacidade de inventar medicações que não fazem o menor sentido. Era comum, por exemplo, assoprar fumaça de tabaco pelo reto do paciente. Bom, recentemente tivemos algo parecido. Lembram da ideia de inserir ozônio por via anal para tratamento contra a Covid-19? Talvez esse tipo de tratamento não esteja tão fora de moda assim.

Um novo conceito de “estômago forte”

No quarto bloco, Cirurgias Macabras, bem, o nome já diz tudo. É muito intrigante pensar em como as cirurgias eram feitas. Ou melhor dizendo, é angustiante. Imagine: sem anestesia. Sem exames como radiografias ou ressonâncias. Poucas condições de higiene. Um horror. Imagine, por exemplo, o pobre coitado que engole, sem querer, uma faca (isso mesmo). E, portanto, precisa de uma cirurgia para retirar a lâmina do estômago. Eis um novo conceito de “estômago forte”.

Nasceu de novo

Pessoas que tiraram a sorte grande. É o que vemos no quinto bloco, Curas Extraordinárias. São casos de gente escapando das situações mais estranhas que se pode imaginar. Acaso monumental? Anjo da guarda? Providência divina? Milagre? Ter nascido virado para a lua? Você escolhe a explicação. Há, por exemplo, cérebros sofrendo todo tipo de trauma. Seja com bala, faca, machado… e sobreviveram ilesos. É ler para crer.

Mundo bizarro

Histórias Macabras é o sexto bloco, com uma rica miscelânea de relatos. Há aqueles obviamente mentirosos (fake news raiz). Há casos com explicações equivocadas porque era o que a ciência da época podia. E há coisas simplesmente reais, porém, muito bizarras. Tipo, MUITO bizarras. Tem, por exemplo, um intrigante caso de combustão espontânea. Mas nada melhor do que o cara que partiu o próprio membro masculino em dois. Você leu certo.

Onde mora o perigo

O sétimo e último bloco é o Perigos Escondidos. Aqui vemos acidentes inacreditáveis com coisas do cotidiano. E teorias absurdas sobre supostos males também ligados ao dia-a-dia das pessoas. Um caso específico pode interessar diretamente a você, leitor. É um relato sobre “doenças incidentes em pessoas de comportamento literário e sedentário”. Lasquei-me. Mas meu favorito é com certeza o relato dos arrotos flamejantes.

Ótimo para pesquisa

Ao final, na sessão Notas, o autor apresenta as referências de onde tirou cada relato. O que é bom se alguém se interessar em ter acesso aos documentos originais. Além disso, há um Índice Onomástico. Ele possibilita que o leitor localize casos no livro de acordo com palavras específicas. Pode ser uma parte do corpo, uma doença, um objeto etc. Ótima organização para pesquisa.

Qualidade da edição

Não é surpresa a qualidade da edição. Afinal, é uma obra da Darkside Books e elas são todas lindas sempre. O projeto gráfico é muito charmoso. Há muitas ilustrações, todas riquíssimas. Os cortes são todos em vermelho (a cor das páginas que se vê na parte externa, em cima, embaixo e na lateral). O fitilho também é vermelho (a fitinha usada como marcador de páginas). Enfim, tudo nesse livro é belíssimo.

Resumindo

Em síntese, Medicina Macabra, de Thomas Morris, é um livro de curiosidades médicas narrado com muito humor. Isso o torna um passatempo divertido se o assunto for de seu interesse. Confesso que em certos momentos achei um pouco repetitivo, por conta da natureza similar de alguns casos. Mas nada a ponto de desmotivar a leitura. É uma obra que mostra a fragilidade de nosso humano corpinho. E, ao mesmo tempo, evidencia nossa incrível capacidade de superação. Mas, lembrando: exige estômago forte. E exige um senso de humor pra lá de macabro. Bom, eu pelo menos ri um bocado.

Agora adquira o seu!

Suas compras através de nossos links ajudam a manter o blog.
Basta clicar nas imagens abaixo e comprar na loja virtual!

Quer comprar outros títulos da DarkSide Books?
Clique aqui para ver outros títulos da editora!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Seja um Apoiador do blog!
Seja um Apoiador do blog!

Temos um Clube de Assinatura no Catarse

4 comentários em “Medicina Macabra, de Thomas Morris

Adicione o seu

  1. Fiquei super curiosa, mas sou do tipo que não tem o estômago necessário e imaginação demais para ler algo assim! Mas a review me deixou com vontade…

    1. Muito obrigada pelo feedback, Sophia! De fato, é um livro que pode ser um pouquinho tenso pra quem não está acostumado com o tema ou não curte detalhes médicos bastante… digamos… internos. kkkkkkk Mas me fala que tipo de terror você gosta que de uma próxima tento trazer algo que possa ser de seu agrado. 🙂

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: