Mundo Fantasmo, de Braulio Tavares

Conhecendo uma prosa muito boa

Adentro o Mundo Fantasmo, de Braulio Tavares e me deparo com uma prosa daquelas boas de ler. Uma coletânea de textos bem variada, inteligente e onde percebemos como o autor consegue, com talento, entreter bem o leitor.

Mundo Fantasmo - Braulio Tavares - Editora Bandeirola - Canto do Gárgula
Mundo Fantasmo – Braulio Tavares – Editora Bandeirola – Canto do Gárgula

Publicação da Editora Bandeirola, este livro é a terceira impressão de uma obra impressa há muito tempo, mas que continua atual. Como é importante trazer o autor e sua obra e poder apresentá-lo aos novos leitores. Você pode tanto adquirir a versão física no site da editora, clicando aqui, ou o ebook, clicando aqui.

Vamos aos contos

O livro possui um total de sete contos, criados em grande parte durante uma oficina de ficção científica e fantasia chamada Clarion Workshop, em 1991, que acontece anualmente nos EUA. Abaixo seguem pequenos comentários acerca dos quais eu mais gostei. 

Oh Lord, want you buy me

Esta história inicia o livro e aliás não poderia ser melhor esta escolha. Divertida, irônica e irreverente, ela nos mostra uma situação completamente adversa, onde a intervenção divina se faz necessária. Certamente um dos melhores contos do livro.

História de Cassim, o Peregrino, e de um crime perfeito que Deus castigou

Um conto mais longo, talvez uma noveleta, que traz ao leitor um encontro completamente especial entre três figuras. Da conversa entre eles surge um relato para lá de estranho onde o mundo onírico se torna mortal. Gostei muito deste conto. 

Expedição à profundeza do oceano

Aqui o terror vem carregado dentro de um depoimento policial. Mais nacional impossível, dado o teor da narrativa que nos remete ao típico ambiente de uma delegacia brasileira. Impressionante esta leitura, que te prende enquanto a narrativa não arrefece. 

Exame da obra de Giuseppe Sanz

Simplesmente sensacional a ideia de um escritor chamado Giuseppe Sanz, que se utiliza apenas de sua inteligência e talento cirúrgico em recortar trechos de livros e adaptar outras obras e na criação de seus próprios livros, com o intuito de deixá-los mais palatáveis. O autor brinca com a ideia do plágio de uma maneira divertida e muito interessante. Ademais acabamos por perceber que Giuseppe Sanz é de certa forma uma versão literária de Victor Frankenstein, dissecando e dando novos ares à velhos livros. Suas obras assim se tornam vivas pelas partes que se ligam. Muito bom mesmo!

Considerações finais 

Em suma foi um prazer me deparar com uma leitura tão fluida. O texto de Braulio Tavares é gostoso de ler e suas ideias são muito originais. Seu Posfácio é uma viagem por suas referências, outro ponto excelente da obra, sem dúvida alguma. 

Braulio Tavares - Escritor
Braulio Tavares – Escritor – Canto do Gárgula

Apesar de ter um cunho de ficção científica, você encontra outros gêneros neste volume, permeando os textos. Inegavelmente isso mostra a habilidade do autor em contar boas histórias, favorecendo-se do que cada estilo pode lhe emprestar. Sem dúvida um livro que vai te divertir. 

Boa leitura!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Quer comprar outros títulos da Editora Bandeirola?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Seja um Apoiador do blog!
Seja um Apoiador do blog!

Temos um Clube de Assinatura no Catarse

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: