Contos Clássicos de Fantasmas

Uma coletânea mestra

Assim que o financiamento coletivo de Contos Clássicos de Fantasmas foi ao ar, já sabíamos que este livro seria uma referência. Se não a melhor, certamente é uma das melhores coletâneas atualmente no Brasil. 

Contos Clássicos de Fantasmas - Organizador Alexander Meireles da Silva - Editora Ex Machina e Editora Sebo Clepsidra - Canto do Gárgula
Contos Clássicos de Fantasmas – Organizador Alexander Meireles da Silva – Editora Ex Machina e Editora Sebo Clepsidra

Organizada por Alexander Meireles e Bruno Costa e traduzida por Marta Chiarelli, a obra é uma publicação conjunta das Editoras Sebo Clepsidra e Ex Machina. Com edição de luxo, é um livro para ser inegavelmente degustado e vale adquiri-lo para seu acervo particular, devido à qualidade do material contido nas páginas. 

O fantasma e sua história

Sem dúvida a apresentação de Alexander Meireles coloca luz na história deste ser mítico que atravessa o tempo. Lenda para alguns, verdade para outros, os espíritos permeiam a realidade, não apenas em crenças, mas também em peças folclóricas ou literárias desde sempre. 

Alexander leva o leitor por uma viagem temporal mostrando as várias facetas dos fantasmas. Um texto importante não só por situar o leitor, assim como mostrá-lo como este personagem é muito recorrente na literatura. 

Os contos fantasmagóricos

A coletânea reúne vinte e nove histórias, das quais nove são nacionais, sendo as demais estrangeiras. Assim, ela se inicia com um relato romano, seguindo até os idos do século XX. 

Dentre as estrangeiras vou comentar abaixo as histórias que mais gostei de ler. 

O Rapto, de Johann Karl August Musaus

Um conto de 1786 onde os fantasmas são apenas um tempero, aliás, diria até mesmo cômico. Os encontros e desencontros da vida são o mote e vale ser lido. 

A história de Landulfo de Ferrara, de Jan Potoki

Um pequeno conto onde um insulto garante a volta dos mortos. Sinistro, apesar de ser realmente muito curto. 

A casa do juiz, de Bram Stoker

Uma atmosfera terrível, onde um espírito maligno se mantém com vontade de ferro. Uma leitura muito poderosa, realmente. Que conto maravilhoso!

Ligeia, de Edgar Allan Poe

Decerto um dos contos mais aterradores do autor que trata do um fantasma de uma falecida esposa. A descrição de suas aparições são simplesmente geniais. O final é, sem dúvida, arrebatador.

O fantasma da boneca, de F. Marion Crawford 

Este conto é incrível. Só para ilustrar, sua atmosfera vai remeter os leitores mais velhos às lembranças de antigos Hospitais de Boneca, estabelecimentos que hoje são verdadeiras raridades. Além disso, a tensão que é criada, por conseqüência deixa o leitor sentindo o mesmo receio do médico. Certamente maravilhoso em todos os sentidos. 

O papel de parede amarelo, de Charlotte Perkins Gilman

Estupefato. Perplexo. Reflexivo.

Em conclusão é impossível terminar este conto sem estar assim. Por conseqüência foi tão marcante que corri e comprei um livro de contos dela (leia nossa resenha aqui, assinada por nossa editora Camile Queiroz). Certamente está entre os melhores da coletânea! 

Toque de pesadelo, de Lafcadio Hearn

O tamanho deste pequeno relato contrasta com sua profundidade. Um verdadeiro tratado sobre a experiência infantil de dormir sozinha tendo assim o medo da escuridão que a circunda como objeto de análise. Muito bom! 

Toque o apito e virei ao seu encontro, rapaz, de M. R. James 

Este conto começa bem devagar, mas depois da metade já ganha intensidade, chegando ao final de forma bem tensa. Uma história que vale ser lida exatamente por este escalar entre a normalidade e o fantástico. Certamente é bem interessante!

Contos brasileiros 

No último terço do livro, na sessão O Fantasma na Literatura Brasileira, reúnem-se os contos de fantasmas escritos por escritores compatriotas. Uma seleção incrível da qual deixo abaixo os meus favoritos. 

Jacinto (Conto Fantástico), de Bruno Seabra 

Um conto divertido, publicado em 1861, onde um cético tenta a toda prova acreditar no além. O enredo é rico em citações, como por exemplo a Ann Radcliffe. Excelente pegada unindo o horror ao jeito descolado de nossa literatura. 

As ruínas da Glória (Conto Fantástico), de Fagundes Varela

Um encontro terrível em um lugar escuro e estranho leva um homem além do medo. Sua alma adoece e, mesmo com tudo o que está ao alcance da medicina, seu destino está marcado. O final, contudo, nos leva a entender como o autor é um mestre contista e precisa ser mais lido e conhecido. Inegavelmente uma das pérolas da coleção. 

O impenitente, de Aluísio Azevedo 

Admirável como um conto tão curtinho pode ser incrível e cheio de nuances. A crítica ao clero e sua hipocrisia vem através do além, quando ele mostra ao frei sua covardia. Um dos melhores contos do livro na minha opinião.

Confirmação, de Gonzaga Duque

Eu não conhecia Gonzaga Duque. Foi maravilhoso poder me encontrar com um conto simples e fantástico, literalmente. Certamente notaremos a influência de Edgar Allan Poe, conforme os organizadores nos contam. Excelente e pretendo achar mais contos dele. 

Os Três Círios do Triângulo da Morte, de Moacir de Abreu 

Poucas vezes me vi tão preso a um conto como este. Que relato de um ritual! Que descrição! Lovecraft deve estar envergonhado de nunca ter feito qualquer menção próxima e, mesmo Poe com suas paixões, talvez não tenha imaginado tamanha coragem ao tentar algo tão arriscado por amor. Incrível em todos os sentidos! Também não conhecia Moacir de Abreu.

A sombra, de Coelho Neto

Incrível reler um conto tão poderoso, com uma narrativa tão forte. A culpa, que atormenta o culpado do além, leva-o à confissão. No entanto, não sem antes o autor traçar um relato preciso do motivo de seu crime: o ciúme. Inegavelmente é maravilhoso ler Coelho Neto

Considerações finais 

Em resumo, percebo como as coletâneas são importantes. Elas nos apresentam autores que de outra forma não iríamos ler ou mesmo conhecer. Esta apresentação de tantos nomes certamente abre espaço e cria interesse no leitor. O repertório nacional que vemos aqui não deixa nada a desejar, assim como é excepcional.

Contos Clássicos de Fantasmas - Organizador Alexander Meireles da Silva - Editora Ex Machina e Editora Sebo Clepsidra - Canto do Gárgula
Inegavelmente um livro belíssimo.

Some a isso a qualidade de duas editoras célebres, Sebo Clepsidra e Ex Machina, pelo trabalho de divulgação de uma literatura antes conhecida apenas pela Academia. Por último, não podemos esquecer os dois organizadores, Alexander Meireles e Bruno Costa, que trazem uma bagagem incrível como podemos perceber na obra, através de suas escolhas. Parabéns a tradutora pelo belíssimo trabalho.

Sim, precisamos de mais livros deste naipe para aumentarmos nosso repertório literário. Espero que gostem tanto quanto eu. 

Tenha uma leitura fantasmagórica!

Agora adquira o seu!

Suas compras através de nossos links ajudam a manter o blog.
Basta clicar nas imagens abaixo e comprar na loja virtual!

Quer comprar outros títulos da Sebo Clepsidra?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Quer comprar outros títulos da Editora Ex Machina?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Canto do Gárgula - Catarse
SEJA UM PATROCINADOR DO CANAL!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: