O Mackay-Bennett, de Patrick Mallet

Uma leitura que me pegou de surpresa

Confesso que certamente não esperava ficar tão estupefato como fiquei ao final da leitura de O Mackay-Bennett, de Patrick Mallet

O Mackay-Bennett - Patrick Mallet
O Mackay-Bennett – Patrick Mallet

Esta narrativa breve, porém poderosa, foi traduzida por Thassio Rodriguez Capranera. É uma publicação da Editora Raphus Press. e você a encontra no clube de assinaturas no Catarse do Res Ficta. Indico muito que vocês se associem neste clube. 

O mar gelado e seu abraço mortal

A narrativa toda tem como palco o naufrágio do Titanic, em 14 de abril de 1912. Todos já ouvimos falar do famoso navio e sua história ainda mantém esta aura misteriosa, que certamente se perpetua em nosso imaginário. 

O autor se aproveitou exatamente desta fama para criar sua história. Temos, portanto, duas situações temporais distintas que deixam o leitor pregado na cadeira. A leitura te deixará tenso e tomado pelo mais absoluto suspense. 

Patrick Mallet - Escritor
Patrick Mallet – Escritor

Primeiramente uma pobre família sueca se vê separada pelos momentos finais do barco. Já na segunda parte temos um vislumbre do resgate. Entretanto, ao final, depois de nos manter em um suspense, o terror se instala como a brisa gélida do extremo norte. 

Considerações finais 

Em conclusão, o enlace do conto é magistral. Utilizando-se do evento histórico, Patrick Mallet coloca o leitor sentindo cada calafrio daquele túmulo escuro e congelado. 

ResFicta - Clube de Assinatura - Catarse
ResFicta – Clube de Assinatura – Catarse

A atmosfera de sua criação é certamente fantástica. Durante a leitura minha mente voou alto, pensando em narrativas derivadas. Incrível! Prepare-se para sentir toda a tragédia, pois esta breve narrativa te transporta para aquele lugar silencioso, gélido e mortal. 

Boa leitura! 

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Canto do Gárgula - Catarse
SEJA UM PATROCINADOR DO CANAL!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: