Weird Western, de Robert E Howard

O oeste e o estranho

Foi um grande prazer ler Weird Western, de Robert E Howard. Unindo dois temas que adoro, o Velho Oeste americano e o weird, o autor mostra que seu talento ia muito além das histórias do Conan

Weird Western, de Robert E. Howard

Traduzido por Daniel I. Dutra, o livro é uma publicação da Editora Clock Tower. Cada conto tem uma ilustração própria feita por Giovani Luengo, enquanto a capa é de autoria de EdCarl Evans

O livro, até a data de lançamento desta resenha, está em financiamento coletivo no Catarse e já bateu os 100%, buscando agora metas estendidas. Portanto, faça seu apoio e garanta seu exemplar pois é uma obra que você precisa ler! Clique aqui para ver a campanha.

Abaixo, veja a imagem extra feita por Leander Moura:

Desenho em preto e branco de um cowboy segurando uma pistola, com um corvo empoleirado numa árvore.
Arte extra do Leander Moura

O Bom, o Mau e o Sobrenatural

Brincando com o título de um dos filmes clássicos do velho oeste, O bom, o mau e o feio (1966), Daniel I. Dutra assina uma introdução incrível que ambienta o leitor na vida de Robert E. Howard. Criador de Conan, o bárbaro, o escritor texano traz nos contos deste livro seu amor incondicional pela sua terra. 

Na melhor união entre o relato da vida do velho oeste com o sobrenatural, Howard criou uma excelente gama de histórias que trazem essa atmosfera sombria sobre uma vida que já não era nada fácil. O prefácio de Dutra é um texto de valor enorme que sem dúvida alguma vale a pena ser lido. 

As estranhas histórias

O livro traz a princípio 7 contos do mais puro Weird Western (poderão vir mais com as metas do financiamento sendo alcançadas). A vida do Velho Oeste ganha nova roupagem com a adição do sobrenatural, o que a deixa ainda mais interessante. 

Dos contos, seguem os que mais gostei.

O Horror da Colina

A nota da tradução já nos mostra que estas colinas na verdade são locais sagrados, tanto para rituais quanto para túmulos. Mas nem todos sabem disso ou respeitam aquilo que não deveria ser nem mexido e perturbado. Um conto bem sinistro que já vai mostrar ao leitor que o medo agora é muito palpável.

O Vale dos Perdidos 

A nota que faço neste relato, que por sua vez é bem interessante, vai de encontro à criação de H. P. Lovecraft, do deus serpente, Yig. Apesar de não ter seu nome explicitado, fica bem claro aos leitores a conexão devido à artimanha que os dois autores faziam. 

O Coração do Velho Garfield 

Que conto irado! Daqueles que você lê e não consegue parar em momento algum. A lenda que do nada se mostra mais real que o metal das armas. Incrível e certamente um dos melhores do livro! 

O homem no chão 

As velhas rixas de família são o tema deste conto. Rivalidades que arrastam ódio por tempo demais e que contaminam tudo e a todos. Um conto que é perfeito no ritmo e com um final incrível, ainda que esperado. Certamente magnífico! 

Os mortos lembram

Este conto é fantástico pela pegada, de certa forma, detetivesca. Um apanhado de depoimentos e cartas criam a cena dos últimos momentos de um vaqueiro, que bêbado como um gambá, acaba selando seu destino ao matar um casal negro. Sensacional a inversão de papéis ao colocar o branco como o vilão da história! 

“Pelo amor de Barbara Allen” 

Este conto tem um toque especial. Você deve ler ele ou pelo menos o seu início ouvindo a música Barbara Allen. Isso vai te transportar para a época. No conto, a canção é não apenas citada, como também recitada. O sentimento de amor à terra natal é forte aqui. A poesia e o amor se unem aos estranhos desígnios da vida. O conto mais lindo do livro, que realmente me emocionou demais. Ouça a música que eles citam e recitam no conto.

Considerações finais 

Em suma, este foi um livro que eu adorei ler. A paixão de Robert E. Howard por sua terra e pelo weird estão aqui impressas nessas histórias incríveis. A carta final de H. P. Lovecraft, ainda que bastante solene, mostra a admiração do autor de Providence ao amigo texano.

Robert E Howard - Escritor
Robert E Howard – Escritor

Que cheguem mais do Weird Western por aqui e, da Editora Clock Tower, já estamos aguardando o segundo volume, conforme dito na campanha. Ao mesmo tempo, vejo que o interior do nosso país certamente dariam histórias tão sensacionais. Sem dúvida que muitas estão por aí só aguardando um leitor as descobrir ou se lembrar delas. 

Faça seu apoio e boa leitura.

Quer comprar outros títulos da Editora Clock Tower?
Clique aqui para ver outros títulos dessa editora!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Canto do Gárgula - Catarse
SEJA UM PATROCINADOR DO CANAL!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: