O papel de parede amarelo e outros contos, de Charlotte Perkins Gilman

Precisava ler mais Charlotte Perkins Gilman

Cheguei então em O papel de parede amarelo e outros contos, depois de ler o conto O papel de parede amarelo, no livro Contos Clássicos de Fantasmas (leia nossa resenha aqui). Em seguida, fui procurar mais sobre as criações de Charlotte Perkins Gilman

O papel de parede amarelo e outros contos - Charlotte Perkins Guilman - Editora Via Leitura
O papel de parede amarelo e outros contos – Charlotte Perkins Guilman – Editora Via Leitura

Traduzido e prefaciado por Martha Argel, é uma publicação do Selo Via Leitura, da Editora Edipro. Temos uma resenha exclusiva do conto, escrita por Camile Queiroz, nossa editora e resenhista. Leia esta resenha aqui

Outros contos

Ler mais da obra literária de Perkins era certamente necessário. Sua história é muito interessante sendo uma das mulheres que utilizam da literatura para mostrar as situações absurdas pelas quais as mulheres eram obrigadas a aceitar e viver (sua obra continua por isso atual ainda hoje, ao meu ver). 

Seguem abaixo os contos que mais gostei desta pequena coletânea de sete contos. 

A glicínia gigante

Aqui já temos duas partes bem interessantes, divididas entretanto temporalmente, situadas na mesma casa. Primeiramente temos a clássica gravidez de uma mulher não casada, que macula a imagem da família. 

Vista esta situação e o destino da moça, a história avança dez anos no futuro, na mesma residência. Agora o grupo de jovens que busca qualquer sinal do sobrenatural acabam por encontrar algo muito pior.

O papel de parede amarelo

Uma obra prima da autora que criou uma história absolutamente sinistra, mostrando os efeitos de uma depressão pós-parto bastante severa. Isso leva a protagonista a afundar na loucura. O conto carrega elementos autobiográficos e sabemos disso pois a autora passou por este problema. Uma joia rara da literatura de horror, que vai impactar leitores de todas as épocas. 

A cadeira de balanço

Que peça inegavelmente magnífica de horror. Temos aqui mais uma vez uma casa como palco do horror. Além disso também temos uma cadeira de balanço e uma belíssima jovem de cabelos loiros que ali se senta. A soma destes fatores não poderia ser mais intrigante quando dois amigos alugam quartos nessa casa, de uma senhoria para lá de esquisita, de modo que possam estar perto da moça. Preparem-se pois o final é terrível! 

Água antiga 

Uma alegoria incrível sobre a liberdade feminina perante o devaneio amoroso masculino. O poeta apaixonado buscando o amor de sua musa, segue até as raias do absurdo em um final certamente incrível e inesperado. 

Considerações finais 

Em conclusão, ler O papel de parede amarelo e outros contos, de Charlotte Perkins Gilman foi espetacular. Neste livro percebemos, não apenas o horror, assim como críticas ao modelo machista. Inegavelmente foi uma mulher que lutou bravamente pelo feminismo. Ademais, buscou trazer para seus leitores uma reflexão importante na condição da mulher, na esperança de construirmos um mundo melhor e mais igualitário. 

Charlotte Perkins Gilman - Escritora
Charlotte Perkins Gilman – Escritora

Eu realmente adorei conhecer mais sobre a autora e poder apreciar suas criações. Todos os contos são interessantíssimos e muito gostosos de ler. Não à toa, seu nome figura no panteão dos grandes autores com todo o merecimento.

Boa leitura! 

Agora adquira o seu!

Suas compras através de nossos links ajudam a manter o blog.
Basta clicar nas imagens abaixo e comprar na loja virtual!

Quer comprar outros títulos da Via Leitura?
Clique aqui para ver outros títulos desse selo da Editora Edipro!

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Canto do Gárgula - Catarse
SEJA UM PATROCINADOR DO CANAL!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: