Revista Mystério Retrô n°5

Calma, que eu lerei as anteriores! 

Apesar de já ter lido a Revista Mystério Retrô n°1 e normalmente seguir a ordem, esta resenha é sobre a revista n°5. A ABERST gentilmente nos enviou o exemplar para avaliarmos, o que agradecemos muito e por isso, demos este pequeno pulo na ordem de leitura. 

Revista Mystério Retro n5 - ABERST
Revista Mystério Retro nº5

Aliás este exemplar comemora o primeiro ano de vida da Revista Mystério Retro, seguindo os moldes das anteriores. Uma proposta excelente onde podemos encontrar não apenas boas histórias, como também autores que muitas vezes desconhecemos. As ilustrações estão lindas e são de Carolina Mancini.

Em resumo, para quem deseja adquirir esta ou qualquer dos números anteriores, siga o Instagram da Revista.

Uma coletânea de contos interessantes 

Trazendo treze contos e quatro artigos, a revista é diversão garantida ao leitor. A gama de histórias vai agradar os paladares mais variados, além de apresentar muitos nomes desconhecidos. Seguem abaixo os contos que mais gostei. 

A mão que me assombra, de D. Celestino

Este conto inicia a revista e apesar de muito curto e rápido, é igualmente poderoso e impactante. Certamente D. Celestino é uma autora que devemos acompanhar e consumir. Dona de um texto gostoso de ler que decerto merece atenção. Excelente o final! 

Jahrul o terceiro brutal, de Cassandra T. Eegal

Somos apresentados ao Doutor Krun, um investigador sobrenatural bem pulp. Chamado para auxiliar um estranho caso onde os membros de uma abastada família estão sendo mortos, inesperadamente ele se vê em apuros. Bem interessante e pelo que o editorial comentou, posteriormente terá uma continuação. 

Cavalo de Tróia, de João Carvalho

Uma morte muito estranha leva um grupo de investigadores para uma investigação que a cada parágrafo fica certamente mais e mais estranha. Um final surpreendente que deixa o leitor de queixo caído!

O filho morto do Barão, de Thomas J. Scharge

Uma história sinistra onde a loucura da mãe, que se recusa a ver o filho recém nascido morto. Com efeito, o devaneio da mulher leva seu marido, o Barão, a tomar atitudes extremas. Um texto rápido e tenebroso, com aquela sensação de estarmos ouvindo um bom “causo” do interior. Certamente indico a leitura.

Assassinato on-line, de Jon O’Brien 

Aqui temos uma trama cheia de reviravoltas e surpreendentemente atual. Com efeito percebemos como o mundo virtual é uma ilusão absurda para muitos. Ademais, se não falamos com qualquer um na rua, porque damos tanto espaço a desconhecidos nos meios virtuais? Fica a reflexão excelente. 

Considerações finais 

Pude terminar de ler o primeiro número (leia nossa resenha aqui) e este quinto número. As demais estão na fila de leitura e logo aparecerão por aqui. 

Aposte sempre em revistas. Elas são excelentes fontes de bons encontros. Dificilmente você não vai gostar de algum conto, que muitas vezes foi escrito por um autor que você não conhecia. Fora as matérias, sempre com uma curiosidade legal. 

Mais uma dica legal. É você, já leu essa revista? Deixa aí nos comentários. 

Se você curtiu esta postagem, clique no botão curtir e deixe um comentário abaixo para que possamos trocar mais ideias!

Canto do Gárgula - Catarse
SEJA UM PATROCINADOR DO CANAL!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: